Texto

Texto

Aviso

Aviso

Álbum de Familia

Quadro de José Francisco e Virgínia, pintado à mão, que ficava sobre a porta do quarto do casal na casa de Florianópolis, Santa Catarina. Acervo de Nicete Filomena Pitz Hoffmann.

Casa onde residiu o casal José Francisco e Virgínia com seus 11 filhos, na localidade do Rio Acima, em Taquaras - Rancho Queimado/SC. Nesta residência nasceu a maior parte dos filhos do casal. Permaneceram ali até meados de 1978/79. Após esta data vieram a residir no Bairro Vila São João, em Florianópolis/SC. O terreno se encontra sob os cuidados de Osmar José, um dos filhos do casal. Fotografia datada do ano 2013. 




Casa onde residiu o casal José Francisco e Virgínia com alguns de seus filhos a partir de meados de 1978/79 no Bairro Vila São João, em Florianópolis/SC. A casa passou por algumas reformas antes e após o falecimento do casal - final da década de 1990. Atualmente nesta casa reside a família de Nicete Filomena, uma das filhas do casal. Fotografia datada da década de 1980. 




Vista total da região (a partir do Morro da Boa Vista - BR 282, sentido Florianópolis - Lages) em que se encontra o lote de José Francisco e Virgínia, na localidade do Rio Acima, em Taquaras - Rancho Queimado/SC. Do alto deste morro pode-se avistar a casa. Fotografia datada do ano de 2012. 


Casa da família de Francisco Pitz, pai de José Francisco, na localidade do Louro - Alto Biguaçu. Local onde nasceu e morou José Francisco Pitz até seu casamento com Virgínia. Fotografia datada por volta de 1960. Acervo: Arquivo pessoal da família de Pedro Pitz e Anastácia Vilpert.

Engenho da família de Francisco Pitz na propriedade da família. Fotografia datada de 1981. Acervo: Arquivo pessoal da família de Pedro Pitz e Anastácia Vilpert.

O terreno de propriedade da família de Francisco Pitz. Fotografia datada por volta de 1980. Acervo: Arquivo pessoal da família de Pedro Pitz e Anastácia Vilpert.

Localidade do Louro, Alto Biguaçú - atualmente pertencente ao município de Antônio Carlos/SC. Exato local onde se instalaram os filhos de Michael Pütz e Margarida (Margaretha) Schmitz em meados de 1830. Berço do nascimento de Francisco Pitz e de seu filho, José Francisco. Fotografia datada dos anos 2000. Acervo da familia de Pedro Pitz e Anastacia Vilpert.


Ícone de Nossa Senhora. Este quadro esteve presente na sala de visitas da casa de Rosalina Kuhnen desde seu casamento. Após um tempo, foi entregue às mãos de Virginia Schmitz que, mais tarde, entregou-o à sua filha Nelma Isabel Pitz que o entregou a mim, Isabel. Este quadro veio de Clervaux, Luxemburgo, com a familia de Anna Maria Chapeux (Schappo, Schabo), mãe de Bárbara Prüm e avó de Rosalina Kuhnen. Feito de madeira resistente, está intacto e sobrevive às ações do tempo. Acervo pessoal de Isabel Cristina Pitz Espíndola.


Crucifixo que Virginia e José receberam no seu casamento. Havia um revestimento com uma espécie de plástico, de cor vermelha, que protegia a madeira. Com o tempo, este plástico desgastou-se. Certa vez, caiu no chão e foi consertado pela própria Virginia. A madeira é resistente e a imagem de Cristo é de metal. Hoje encontra-se na casa de sua filha Nelma. Acervo pessoal de Nelma Isabel Pitz.


As páginas que sobraram de um livrinho de cânticos de devoção à Nossa Senhora, todo escrito em alemão e que pertencia à Virginia. Estas páginas estão há muitos anos em posse de sua filha Nelma. O canto "Maria Zu Lieben" é cantado por sua filha até hoje. Acervo pessoal de Isabel Cristina Pitz Espindola.

Convite das Bodas de Ouro do casal Virginia e José Francisco que se realizou no ano de 1989 na cidade de Florianópolis/SC. Acervo pessoal de Nelma Isabel Pitz. 

Virginia Schmitz aos 14 anos de idade. Foto tirada em São Pedro de Alcântara/SC. Acervo pessoal de Nelma Isabel Pitz.

Lembrança da Primeira Eucaristia de Virginia. Acervo pessoal de Isabel Cristina Pitz Espindola.


Sua Primeira Eucaristia foi celebrada no dia 23 de abril de 1932 pelo pároco de São Pedro de Alcântara, Padre Nicolau Schaan que era alemão. Padre Nicolau acompanhou a Paróquia de São Pedro de Alcântara - Comarca de Santo Amaro da Imperatriz - de 1930 a 1939. Conforme registros, as missas do Padre Nicolau, a partir de 1938, eram celebradas em latim e o padre dava dois sermões: um em português e outro em alemão, sendo este mais curto. Tempos depois foi proibido por conta das fortes investidas da Campanha de Nacionalização que visava "abrasileirar" o estrangeiros que viviam no Brasil (Decreto-Lei 406, de 04 de maio de 1938). As confissões, mesmo assim, continuaram sendo feitas em alemão por aqueles que não sabiam falar o português, pois nem todos tinham facilidade em aprender esta língua. Falava-se o Plattdeutsch (baixo-alemão/dialeto), mas as confissões eram feitas em Hochdeutsch (alto-alemão/gramatical). 

As filhas do casal. Da maior para a menor: Maria Julia, Dilma Inês, Nelma Isabel, Anete Terezinha e Nicete Filomena. Acervo pessoal de Nelma Isabel Pitz.

O casal José Francisco e Virgínia reunidos na casa de Florianópolis/SC. O carinho, o amor e a dedicação que ambos tinham um pelo outro era notável. Um verdadeiro exemplo matrimonial para seus descendentes. Fotografia datada de 1983. 

Os cinco filhos homens reunidos com seus pais José Francisco e Virgínia em ocasião da celebração das Bodas de Ouro do casal (1939-1989). Da esquerda para a direita: Mauro, Antônio, José Francisco, Virgínia, Osmar José, Mario Cesar e Gervásio. Celebração e festa realizada na Paróquia Santo Antônio e Santa Maria Goretti, no Bairro Coloninha, em Florianópolis/SC. Fotografia datada de 1989. 

O casal José Francisco e Virgínia em sua casa no Bairro Vila São João, em Florianópolis/SC. Fotografia datada da década de 1980. 

Família de João José Schmitz e Rosalina Kuhnen Schmitz com oito filhos dum total de dez. Da esquerda para a direita: Kilian João, Norberto, Katharina Lidia, José Antônio, Osvaldo (no colo), Virgínia (sentada), Maria Bárbara e Angelina Bárbara (falecida aos 16 anos) em São Pedro de Alcântara/SC. Faltam Julia Verônica e Ludvina - ambas falecidas quando criança. Esta descrição foi feita por Anete Terezinha - uma das filhas do casal - antes do falecimento de Virgínia. Fotografia do ano de 1930. Acervo pessoal de Anete Terezinha Pitz.

Familia de Johann Peter Kuhnen e Barbara Prim pais de Rosalina Kuhnen, com as sete filhas (faltou o único filho homem do casal, dando o total de oito filhos). Rosalina Kuhnen é a terceira moça da esquerda para a direita em pé. Fotografia provalvelmente da década de 1910. Acervo de Isabel Cristina Pitz Espíndola.

José Francisco fumando seu cachimbo e com uma foice na mão, dentro de uma velha conhecida da familia: a "Caverna dos Bugres" ou "Casa de Bugre". É composta de pequenas entradas em paredes de pedra cujos relatos afirmam que foram feitas pelos índios Guaranis que habitavam a região em séculos passados. Dentro da caverna há fortes indícios da presença desses indígenas. Na família existem vários registros fotográficos antigos, das várias ocasiões em que esta caverna foi visitada. Esta fotografia é uma delas. Fotografia datada da década de 1980. 

O casal com quatro de seus onze filhos em frente a casa do Rio Acima, em Taquaras. Da esquerda para a direita: Anete Terezinha, Nelma Isabel, José Francisco, Virgínia, Nicete Filomena e Gervásio. Fotografia datada de 1976. 

Três dos onze filhos do casal. Da esquerda para a direita: Mario Cesar, Nicete Filomena e Osmar José. Fotografia datada de 1957.

A fé em Nossa Senhora da Imaculada Conceição era característica marcante na vida do casal José Francisco e Virgínia, que faziam questão de levar filhos e netos todos os anos, não somente para participar da festa da Imaculada Conceição, mas também para subir e rezar as quatorze estações da Via Sacra na Gruta de Nossa Senhora, na cidade de Angelina, em Santa Catarina. Acervo de Dilma Inês Pitz Junckes.

E a música está no sangue. Além de todos os filhos do casal, a maioria dos netos também toca algum instrumento musical ou tem o dom do canto. Sempre foi considerado por muitos ver a reunião de todos eles em eventos familiares (festas de aniversário, casamentos, missas, celebrações...) e ouvi-los entoando canções conhecidas do sertanejo de raiz e da liturgia católica. Dentre os instrumentos mais tocados estão o violão, a guitarra, o acordeon e o violino. Nesta fotografia está a dupla sertaneja "Serrano & Serraninho" formada pelos dois filhos mais velhos do casal, Antônio e Mauro (da esquerda para a direita). Animavam festas e eventos desde a região de Lages até Florianópolis e participavam de programas de rádio na capital Florianópolis. Também tinham um programa musical na Rádio Clube de Lages, de bastante audiência. Outros filhos do casal também participavam de uma ou outra apresentação, ou cantando como backing vocal (Nelma Isabel e Dilma Inês), tocando violino (Osmar José), ou tocando guitarra (Mario Cesar). 

Maria Julia, a mais velha das filhas, tocando acordeon aos 15 anos de idade. Fotografia datada de 1957. 

O único registro fotográfico de Nelci de Lourdes, a filha do casal que faleceu de tétano aos quatro anos de idade. Segundo relatos de alguns membros da familia, a menina brincava próximo ao fogão a lenha da cozinha, quando machucou seu pé numa brasa ardente. Naquela época não havia vacina contra o tétano e o hospital mais próximo ficava onde hoje é a cidade de Angelina. De charrete não haveria como chegar em tempo. Depois de muita febre e cuidados em vão de sua mãe Virgínia, a menininha veio a falecer em abril de 1950. Conforme relatos de Nelma Isabel, Virgínia sempre dizia que a menina era muito sensível, adorava colher as flores do quintal, brincar no meio delas e entoar cânticos de louvor a Nossa Senhora. Era muito querida por todos. Foi uma perda muito sentida pelo casal na época e durante muitos anos. Da esquerda para a direita: Dilma Inês, Nelci de Lourdes, Maria Julia, Antônio e Mauro. Fotografia datada de 1947. 

José Francisco e Virginia, com Alfredo - o irmão mais velho de José Francisco - e sua esposa, Prisca Deschamps em frente a casa do Rio Acima. Fotografia datada do início dos anos 1970. Acervo de Nelma Isabel Pitz.

José Francisco e Virginia com sua filha Nelma, na missa de formatura da filha no antigo Colégio Coração de Jesus. Fotografia datada de 1983. Acervo de Nelma Isabel Pitz.


As filhas do casal, Dilma Inês e Nelma Isabel. Fotografia datada de 1961. Acervo de Nelma Isabel Pitz.

Alguns dos filhos do casal reunidos numa visita a Angelina/SC. Da esquerda para a direita: Dilma Inês, Nelma Isabel, Antônio, Osmar José, Mauro e Mario Cesar. Fotografia datada de 1968. Acervo de Nelma Isabel Pitz.

Rosalina Kuhnen. Fotografia datada de meados dos anos 1960.

Rosalina Kuhnen comemorando seus 80 anos de vida. Atrás, com o violão, está um de seus netos, Antonio. Fotografia datada de 1973. 

José Francisco e Virginia comemorando suas Bodas de Ouro. Da esquerda para a direita: Teresa Schmitz e seu esposo, Osvaldo (irmão de Virginia); José Francisco; Norberto (irmão de Virginia) e sua esposa Rainildes Junckes; Virginia; Catarina (irmã de Virginia) e seu esposo, João Schmitz - João Schmitz e Teresa são irmãos. Maria (irmã de Virginia) e seu esposo, Lucino Müller. Fotografia datada de 1989. 

Virginia com duas de suas irmãs, Catarina e Maria, nas Bodas de Ouro do casal. Fotografia datada de 1989. 

Alguns membros da família reunidos no casamento de Norma Schmitz (filha de Norberto - irmão de Virginia - e Rainildes) e Melchior Kammers. Da esquerda para a direita: Antonio, Anete Terezinha, Maria Julia, Nicete Filomena, José Mathias (irmão da noiva), Marli (filha de Kiliano - irmão de Virginia), Mario Cesar, Nelma Isabel, Gervasio, os noivos, Antonio (filho de Osvaldo - irmao de Virginia), Rosalina Kuhnen (Kuhn) com Inês (filha de Osvaldo), Dilma Inês, Osmar José, Lenir [filha de Kiliano], Maria (irmã da noiva), Mauro, Nilo (irmão da noiva). As outras quatro crianças não foram identificadas. Fotografia datada de setembro de 1962.

José Francisco logo após ter saído do Exército, devido ao falecimento de seu pai Francisco. Nota-se pelo sinal de luto no paletó. Fotografia datada de 1931. 

José Francisco deu esta fotografia a Virginia durante o namoro dos dois. Fotografia datada da década de 1930. 

Da esquerda para a direita: Mário Cesar, Gervásio e Nicete em frente a casa do Rio Acima. Fotografia datada de 1958. 



UTENSÍLIOS



Os cachimbos de José Francisco, um cortador de unhas feito de chifres e um dedal.


Ferro de passar roupas aquecido à brasa.

Caixa de madeira rústica.

Os objetos guardados na caixa.

Pequeno vaso de barro de Rosalina Kuhnen.

Pequena ânfora de barro, também de Rosalina Kuhnen.

Rádio Frahm Transistorizado Modelo Pioneiro - Ano 1962.

Um comentário: