Texto

Texto

Aviso

Aviso

Homenagem

Quero homenagear à minha mãe Nelma Isabel Pitz e aos meus avós maternos José Francisco Pitz e Virgínia Schmitz Pitz com o blog "Unsere Geschichte: Genealogia da Família Schmitz Pitz em Santa Catarina".

Organizar a genalogia e história da minha familia materna era uma vontade que nasceu dentro de mim aos poucos, conforme as histórias que minha mãe me contava desde pequena. Prometi à minha mãe que quando pudesse, reuniria dados a respeito, com a finalidade de conhecer e informar à meus descendentes e aos descendentes de meus familiares, a genealogia e história da nossa familia. Este blog é inspirado nas histórias que minha mãe me contava e nas vivências com seus irmãos e pais no pequeno distrito de Taquaras, em Rancho Queimado e no distrito de São Pedro de Alcântara (que se tornou município no ano de 1997). 

Em segundo lugar, também pelas histórias que minha mãe conta de meu avô, cada vez mais me dá: pesar, por ter convivido apenas 10 anos de minha vida com ele, já que faleceu no ano de 1997; e alegria, em saber de quão sábio ele era. Nas palavras e nas atitudes. Era um ser humano muito humilde, brincalhão, espirituoso e inteligente. Me orgulho de ser descendente de alguém como ele. Era um ser humano muito simples o "seu Zé". Não sabia ler nem escrever, mas apenas seu nome, graças ao ensino da minha avó Virgínia, que tinha o sonho de ser professora, mas que foi impedido de se realizar, devido às crenças de sua familia na época.

Mas meu avô sabia muito mais sobre a vida, desde jovem. Sabia das coisas da terra e do quanto ela sofreria muitos e muitos anos mais tarde. Meu avô era quase um profeta da terra, pois deduzia acontecimentos, antes mesmo das pesquisas, rapidamente compartilhadas hoje em dia através da Internet, e sem saber o que é sustentabilidade e problemas na Camada de Ozônio. Sabia das coisas dos homens, de como se comportam os ruins e de como todos precisam de Deus e de como devem se comportar diante Dele... Meu avô sabia de tudo. 

Em toda história que minha mãe conta sobre meu avô, sobre sua visão de mundo e de como se comportava  neste mundo, o admiro mais. 


Era simples, humilde e muito inteligente.

Aprendeu a ser "Humano" com seus pais (meus bisavós) e a ser cidadão quando serviu ao exército. Talvez, desta experiência, também aprendeu a como ensinar seus filhos e filhas, tudo aquilo que estes ensinariam à sua posteridade: a lidar com as provações do mundo e a temer à Deus. Mas não apenas a lidar por lidar, mas lidar com espiritualidade, com amor, com humildade, simplicidade, sabedoria e prudência. Virtudes que ele aprendeu em casa. Ele e minha avó, cujo destino resolveu unir os dois por laços mais profundos do que o casamento: mais que marido e mulher, eram amigos e primos de segundo grau.

Tudo em familia.

Saudades eternas.


À minha mãe e a meus avós maternos, o especial Unsere Geschichte: genealogia da familia Schmitz Pitz em Santa Catarina. 
("Unsere Geschichte": "Nossa História", traduzido do alemão para a Língua Portuguesa).


Eu e meus avós maternos José Francisco Pitz e Virgínia Schmitz Pitz no meu aniversário de 1 ano (Bairro Vila São João, Florianópolis. Maio de 1988).



Da filha e neta,

Isabel Cristina Pitz Espíndola
(Junho de 2013)

Nenhum comentário:

Postar um comentário